Portugal 6 March: Ferreira do Alentejo - Almodôvar

And so it ends the Portuguese Peace Run 2020.

E assim termina a Peace Run 2020 em Portugal.

O último dia da Peace Run começou com a beleza natural que acompanhou a equipa na sua passagem pelo Alentejo.

A arquitetuta tradicional portuguesa sempre tão presente.

Chegada da equipa da Peace Run à EB1 do Agrupamento de Escolas de Castro Verde.

O entusiasmo de todos preencheu o momento e a alegria das crianças foi contagiante!

"Paz é ter sossego e estar sozinho"

"De que país sou eu?". Estónia!!!

Um momento de silêncio e Paz!

A serenidade na imensidão do céu azul!

Mais cinco!!!

Os alunos divertiram-se com os sketchs que os corredores fizeram.

E agora a chegada à EB/JI de Almodôvar.

Paz é união! ;)

Um momento de Paz partilhado :)

A linguagem da alma no olhar de uma criança!

A Diretora do Agrupamento de Escolas de Castro Verde, Professora Fátima Palma, recebe uma réplica de um Jharna Kala pintado por Sri Chinmoy com a palavra Paz, em diferentes idiomas.

A alegria dos alunos ao segurarem a Tocha da Paz.

O sorriso, o idioma que une diferentes nacionalidades.

Ao Vereador David Marques, em representação da Câmara Municipal de Castro Verde, toda a nossa gratidão pelo apoio à Peace Run.

Todos os nossos amigos da EB1 de Castro Verde.

A correr em direção ao Centro Escolar Dr. Francisco Alegre em Castro Verde.

Bem hajam, pela vossa excelente receção à Peace Run!

A apresentação de Devashishu, o homem relâmpago, o homem mais rápido da Peace Run ;)

Esta é a Tocha da Paz feita pelas crianças.

O segredo para a Paz está dentro do coração de cada um de nós ;)

Os alunos a cantarem em uníssono uma música tradicional alentejana "Ó rama, ó que linda rama" ...

... acompanhados pelo som inconfundível da viola toeira.

A Diretora do Centro Escolar Francisco Alegre recebe com entusiasmo o Certificado Internacional da Peace Run.

Peace Run Portugal!!!

Nestes cartões oferecidos aos alunos, eles podem saber os países que a Peace Run já percorreu.

Foto de grupo do Centro Escolar Francisco Alegre.

Os trabalhos dos alunos alusivos à Paz!

Vila de Castro Verde em miniatura feita pelos alunos da Escola.

"É inverno" ... mas com muito sol e uma excelente temperatura!

Na visita à escola ficamos encantados com os desenhos dos alunos nas suas salas ...

... e com os seus brinquedos :)

E, toca a correr...

E aí vamos nós outra vez. Hora de correr!

E chegámos à escola Básica do 1º Ciclo da Aldeia dos Fernandes.

"Olha a Tocha verdadeira!!! :)"

A Tocha da Paz da Peace Run ...

... e, a Tocha da Paz da escola ;)

"Somos de várias nacionalidades!"

"A Paz começa comigo!"

"Somos a unicidade, com todo o mundo... "

A amizade é assim, recheada de alegria e sorrisos.

Uiii! mas a competição desleal não é bonita. Isto não é paz!

E esta é a Peace Run com os atletas e a Tocha da Paz da própria escola ...

... uma verdadeira corrida de estafeta.

E agora, a Tocha da Paz recebe os desejos dos alunos...

... levando-os por toda a Europa, durante os póximos 7 meses, até chegar à Republica Checa no próximo dia 6 de outubro.

Poemas lindos, que transmitiram mensagens muito importantes ...

... e pequenos pássaros feitos pelos alunos e oferecidos aos corredores.

Com algumas pausas :)

A Paz e serenidade da paisagem.

O merecido almoço, que profundamente agradecemos à Câmara Municipal de Castro Verde.

"Olá! Somos a Peace Run. E tu quem és?"

O entusiasmo da chegada à escola EB/JI de Almodôvar.

Bem vindos !!!!

"lovely" ... sem dúvida!

Paz é amor!!

Ao Presidente da Câmara Municipal de Almodôvar, António Bota, o nosso muito, muito obrigado!

A Domingos Guerreiro, Presidente da Junta da União das Freguesias de Almodôvar e Graça dos Padrões, a nossa gratidão pelo maravilhoso lanche.

A equipa portuguesa da Peace Run apaga a Tocha da Paz, concluido assim o trajecto português. Agora já só faltam mais 15.600 kms pelo resto da Europa :)

E a hora da despedida, com abraços, sorrisos e muita brincadeira. O Espírito da Peace Run!

À descoberta de Almodôvar e da sua Torre do Relógio , datada do séc. XVII que mostra traços arquitectónicos do barroco e populares.

Visita à Igreja do Convento de São Francisco de características maneiristas e populares.

A visita ao Museu da Escrita do Sudoeste, dedicado à escrita cónia, utilizada pelos Tartessos, um povo que viveu, durante a Idade do Ferro, em territórios onde hojam se encontram as regiões da Andaluzia, Baixo Alentejo e Algarve. É a primeira escrita da península baseada num alfabeto.